terça-feira, 20 de setembro de 2016

Chasseresse






















Indo para cima ou baixo?
Meus galhos estendem-se
Como garras à meia noite
Agarrando sinais de vida.

Sou a seiva do real viver
Então venha para meu mundo,
Embarque nessa viagem louca
Que você jamais esquecerá.

Prometo ferver seu sangue,
Fazer sua cabeça rodopiar
Até que você fique sem ar
Pois sou amiga das estrelas.

Abre-se as portas do salão
Que é essa terra sem fim
Mas eu não estou assustada
Porque eu sou a conquistadora
Que este mundo esteve esperando.

quarta-feira, 14 de setembro de 2016

Toque-me














Serei um instrumento
Em tuas firmes mãos,
Serei como uma escrava
Em teus finos lençóis.

Toque-me com força,
Toque-me com doçura,
Viva o passo ritmado
Que jamais escaparei.

Ah, como é doce viver.
Ah, como é doce morrer.
Entre a vida e a morte,
Um momento e um recomeço.


Tédio














O sol já a pino,
A mão não pára,
Joelhos doídos,
Rotina maldita!

Dedos ávidos,
Mente limpa.
Inconstante,
Deixa para lá.

Rotas afundadas,
Fumaça dominada,
Música retocada,
Ah, Ansiedade...