quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

Abismo



Me agarro a uma leve esperança
Pulo para a seguinte, sempre subindo
Espero que nenhuma se desprenda
A queda parece maior daqui de cima....




Eu te conheço como ninguém
Você me disseca só com o olhar
Você não consegue entender?
Isso é eterno e irrevogável...

Se esta maré me levar para baixo
Meu último pensamento será seu rosto
Antes que a água invada meus pulmões
E termine tudo que começou há eras

Mas não quero me afogar justo agora
Não seria certo perder com o joker
Somente nós conhecemos o código
Nao seria justo... não agora...

Sou só uma menininha presa numa fita colorida
Sou apenas uma rosa presa em sua redoma de vidro
Esperando pelo vento que a salvará
E tornará sua vida mais leve e doce

Caminhando até a ponta do penhasco
Encaro a água gélida lá embaixo
Hesito por um tempo com tremor
Sobreviverei?

Um comentário:

Lacobos disse...

Morbidamente lindo!
Não curto muy a sombriedade presente, mas é bueno!

E a imagem foi a escolha perfeita ;)