sexta-feira, 25 de dezembro de 2009

Tempo



E o tempo escoa mais uma vez
O relógio não consegue parar
Minha cabeça gira como ponteiros
Enquanto a ampulheta é virada

Pareço estar atrasada mais uma vez
Ou estou apenas tentando regredir
Mas os segundos se descontrolam
E aos poucos roubam minha vida

O trem já partiu
Perdi horas...
Perdi gotas...
Derramei litros...

Mais um passo neste tempo
Uma nota musical sem som
A pequena caixa de Pandora!

E mais um ano se foi...

2 comentários:

Lacobos disse...

"Feliz" ano novo para você também rsrs

A parte do trem lembrou Raul Seixas, e a imagem da ampulheta esta parecendo tempo mesmo, bem loko.

E o final - pra variar XD - ficou bom!

Lucas P. "Delavour" disse...

Esse é demais... Caramba!

=)