terça-feira, 8 de junho de 2010

Somente o vento



O vento toca-te de passagem
Suavemente arrepia sua pele
Sussurrando palavras doces

O vento circula seu corpo
Trazendo-te coisas do ar
E fazendo você se lembrar

Um dia você já desejou voar
Você já desejou completar-se
Mas era só o vento, não é mesmo!?

6 comentários:

Drizana Ribeiro disse...

"O vento toca o meu rosto, me lembrando que e o tempo vai com ele. Levando em suas asas os meus dias desta vida passageira..."É só o vento. É só o tempo. É só a vontade. São apenas palvras doces e suaves. Palvaras que são indispensáveis.
Bjs, Dri!

Tudo Girl! disse...

ameei a poesia dany *-*
:*

Chronnus disse...

Tem razão... O vento e frio, calculista e implacável! kkkkk

Alessandra, disse...

Linda poesia..bjs

www.mdemulhermoca.blogspot.com

Tania Girl disse...

Ai que lindaa!!
Essa poesia me fez pensar sabia??
Pensar sobre um montão de coisas...

Amei.
bjos

Anderson disse...

Adorei o blog! Parabéns!

Vou seguir!