domingo, 30 de maio de 2010

No Fio



É no fio da lembrança que te enrolo
Todo entardecer que me lembra o beijo,
Todo beijo que me lembra você,
Sempre você que me faz sorrir.

É no fio da saudade que o amor queima
Como na lembrança do perfeito momento,
Como na união perfeita de corpos,
Como nas almas que se fundem em silêncio.

Não faz sentido ter que fazer algum
Nada foi o que parecia ser pra mim
Nada se tornou o que deveria ser pra você
E a lembrança ainda nos traça futuros

É no fio do medo e da esperança
Que a Raos traça seu caminho
Acreditando no amor verdadeiro
Sofrendo no silêncio e no frio

2 comentários:

Tudo Girl! disse...

poesia liinda *-*
:*

Tania Girl disse...

Que lindooo!!

Acreditar no amor sempre!!! =D

Amei a poesia, não sei nem mais o que dizer.. gostei demais!!

bjos