segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Desistência



















Cada passo que dou, volto dez
Cada lágrima se multipla...
Não sou do tipo de desistir
Mas não posso continuar aqui

Um feixe de mentiras destrói
Qualquer coração apaixonado
E uma história dessas não continuará
Pois você me usou da forma que quis

Me fez acreditar em cada mentira
Acreditar em cada sonho edificado
Em cada desejo intríceco de minha alma
Para me deixar cair bem no final

Eu me humilhei perante seus pés
Entreguei cada parte de mim a você
E mesmo assim você me deixou cair tão fundo
Que não posso dizer nada além de adeus, meu amor... desisto.

5 comentários:

Tania T. disse...

huum... que lindo, mas tão triste!!!

Amei!

Beeijo

Clodoveu Júnior disse...

Eu adorei seus poemas...
Não posso nem escolher qual o melhor!!!
São realmente muito bons!!!

bjus

abstraia-se.blogspot.com

Alessandra, disse...

Lindo, real, e triste......penas q muitas pessoas se sintam assim...bjs

www.mdemulhermoca.blogspot.com

Matti disse...

Se entregar completamente tem esse risco: se entregar à alguém que não te valorizará.

Mas quando estamos amando de verdade, não se espera jamais uma traição...o amor custa caro, as vezes.

Dany, obrigado por comentar no meu blog e quero dizê-la que continue escrevendo, pois seus poemas são tão humanos e sinceros, que sua Rosa Vermelha deve se tornar conhecida por muitos.

Deixo, uma pétala única e distinta, para que saiba da admiração que tenho pela sua forma de escrever

Drizana Ribeiro disse...

Real ! Tocante ! Lindo, eu quase chorei !
Bjs, Dri!