sábado, 30 de abril de 2011

Per coloro che amano odiare me


















Eu realmente lhes sou grata
Pela carícia feito ao meu ego,
Cada vez que o ciúme as mata
E eu gargalho em pensamento.

Agradeço cada um dos xiliques
que destes em minha honra,
Ao pensar que eu seria a dama
Que as destronaria com desonra.

Amigos meus são como ouro,
Tesouros que guardo com a vida,
Mas isso vcs nunca entenderiam,
Pois falta confiança mesmo que prometida.

Mesmo assim eu às agradeço
Por a cada manhã me lembrar,
O quão importante posso ser
Mesmo quando estou a poetizar.

3 comentários:

Alessandra, disse...

Oi querida a vida tá corrida mesmo....mas ve se não some não...

bjs
www.mdemulhermoca.blogspot.com

Jussara Christina disse...

Olá! Estava navegando na blogosfera e me deparei com teu blog, adorei!
Amo fazer novas amizades, conhecer pessoas, trocar idéias, novas perspectivas, algum sentido pra tudo isso aqui.
Teu cantinho é belo, cativante ... já estou te seguindo...
Se puder visita meu blog, e conheça um pouquinho desse ser complexo kkkkkk..
Abraços apertados!

*´¨)
¸.•´¸.•*´¨) ¸.•*¨)
(¸.•´ (¸.•` *♥ Jussara Christina ♥*♥*♥*♥*♥*♥*♥*♥*♥

Tay disse...

Adorei o texto *-*